CONHEÇA-NOS

EM QUE CREMOS

1. Cremos que a Bíblia é a única regra de fé e prática: Ou seja, nós cremos que a Bíblia é o único livro que contém as diretrizes para o cristão seguir. Não existe outra revelação. Outros livros podem até comentar o que a Bíblia já revelou, mas jamais poderão trazer novas doutrinas ou práticas como sendo uma nova revelação. A Bíblia é a Palavra de Deus, sem erro ou contradições. Foi o Espírito Santo que inspirou homens para colocarem no papel a sua revelação.

2. Cremos que Deus é único, mas que se manifesta em três pessoas distintas: Deus Pai, Deus Filho (Jesus) e Deus Espírito Santo: Nós não cremos em três deuses, mas sim em um único Deus, mas que é Trino, ou seja, se manifesta em três pessoas: Deus Pai, Deus Filho (Jesus) e Deus Espírito Santo. Jesus não foi criado como tudo o mais; Ele não teve início, e não terá fim. Jesus é Deus. O Espírito Santo, da mesma forma, não foi criado por Deus. Ele estava no início na criação do mundo, Ele inspirou os profetas, e habita na vida do cristão hoje. O Espírito Santo não teve início e não terá fim. Ele é Deus.

3. Cremos que o Espírito entra na vida da pessoa no momento da sua conversão: Segundo a Bíblia, o Espírito Santo entra na vida da pessoa, no momento em que ela aceita a Cristo. Até o dia do Pentecostes, o Espírito de Deus, ia e vinha, dando capacidades aos servos de Deus para tarefas específicas. Depois que o Espírito desceu sobre os apóstolos e sobre toda a igreja convertida no dia de Pentecostes (Atos 2), o Espírito não se retirou mais da igreja. Sem a presença do Espírito a pessoa não é salva. O Espírito concede dons (habilidades) para o cristão usar no trabalho da igreja. Não é verdade que apenas a capacidade de falar em línguas estranhas seja sinal de que alguém possui o Espírito Santo. Existem outros dons e princípios, que segundo o apóstolo Paulo, são muito mais importantes e úteis na igreja do que falar línguas. Assim, o culto nas igrejas batistas se caracteriza pela decência e pela ordem.

4. Cremos que todas as pessoas são pecadoras, por isso precisam crer em Cristo como Salvador e Senhor para serem salvas: Segundo a Bíblia, o homem foi criado em comunhão com Deus. Mas um dia o homem preferiu desobedecer ao Senhor, cometendo o primeiro pecado. Desta forma as pessoas nascem com a tendência para o pecado e, se não se arrependerem, crendo em Cristo e aceitando a sua Salvação, estarão perdidas. O ser humano não é capaz, por si só, de limpar os seus próprios pecados. Apenas o sacrifício de Jesus na cruz é capaz de limpar os pecados.

5. Cremos que a Salvação é obtida pela fé em Jesus Cristo como único Salvador e Senhor: Jesus Cristo morreu na cruz, sem cometer pecado, para que nós pudéssemos ter os nossos pecados limpos e perdoados. Ele pagou o preço da nossa salvação, e por isso somos justificados (considerados justos, apesar de não sermos justos em nós mesmos). Cremos que existem apenas dois destinos após a morte: o céu (a salvação eterna), ou o inferno (a perdição eterna - eterno afastamento de Deus). Deus não quer que ninguém se perca, mas que todos se salvem. Contudo, só serão salvos aqueles que, por livre e espontânea vontade crerem em Cristo como Salvador. Estas pessoas, a que realmente crêem, têm as suas vidas transformadas (isso é regeneração), o cristão vai abandonando os pecados, e cada vez mais quer agradar a Deus, sendo igual ao exemplo de Cristo: Isso chama-se santificação, o processo de ser cada vez mais parecido com Jesus, que o cristão começa no dia da sua conversão, e só terminará lá no céu (quando for glorificado).

6. Cremos que a Salvação não pode ser perdida: A salvação é eterna. Quando a pessoa aceita a Cristo, e o Espírito Santo vem habitar em sua vida, isso é irreversível, não dá para voltar atrás. Você não pode estar salvo hoje, e amanhã, se cometer um pecado, estar perdido novamente. Se uma pessoa conhece o evangelho e se fasta mais tarde, uma de duas coisas pode ter acontecido: ou ela é realmente salva, e um dia voltará à comunhão com a igreja e com Cristo, ou na verdade ela nunca foi realmente salva (a Palavra não permaneceu em seu coração).

7. Cremos que existe um Inimigo de nossas almas: Satanás, cujo propósito é desviar e fazer perder-se a humanidade. Satanás foi um anjo que se ensoberbeceu e caiu de sua posição de anjo. Ele é, desde a criação do mundo, o inimigo de Deus e dos seres humanos, lutando para desviá-los do Senhor. Segundo a Bíblia, Satanás e todos os perdidos serão lançados para sempre na perdição eterna, descrita no Apocalipse como Lago de Fogo, ou segunda morte. 

8. Cremos que a igreja é uma união de pessoas convertidas: que se encontram periodicamente para cultuar a Deus, estudar a sua palavra, encorajar uns aos outros e para proclamar a mensagem de salvação: Essas pessoas convertidas devem ser batizadas (imersas em água) para fazerem parte da igreja. A igreja é um grupo de pessoas que não está debaixo de qualquer autoridade, senão a de Cristo, através de sua Palavra. Os batistas não possuem um papa, nem tampouco uma igreja pode mandar ou interferir nas decisões de outra. São os membros da igreja que decidem pelo voto da maioria o que irão fazer. As igrejas batistas possuem associações para fim de colaboração mútua, seja para a manutenção das características doutrinárias, como para fazer missões no Brasil e no mundo. Por serem pessoas regeneradas, os membros da igreja devem abster-se dos vícios, serem honestas e corretas nas coisas seculares, e andarem longe de práticas nocivas ao corpo e ao espírito. A igreja batista defende a plena liberdade de consciência e de culto, acreditando que ninguém pode ser obrigado a seguir esta ou aquela religião. Contudo, todos devem ter a oportunidade de escolher em que deseja crer, por isso a pregação do evangelho é tão importante.

9. Cremos que Jesus deixou duas ordenanças para serem observadas pela igreja: A igreja batista não possui sacramentos, mas ordenanças. A primeira é o batismo: O batismo é a imersão em água da pessoa já convertida. Uma pessoa que se batiza deve saber o que está fazendo. Ela precisa ter uma fé pessoal em Jesus para que o batismo tenha algum sentido para ela. É por isso que os batistas não batizam crianças. O batismo significa morte para o pecado e para o mundo e um renascimento para uma nova vida com Cristo. O batismo é, portanto, um testemunho de algo que já aconteceu no coração da pessoa. O batismo não salva nem limpa pecados. É a fé em Cristo que salva, mas o batismo deve ser observado porque Jesus deu o exemplo. A igreja observa uma segunda ordenança: a Ceia do Senhor. Jesus se reuniu com os seus discípulos, e comeu pão e bebeu vinho com eles. Este ritual foi chamado de Ceia do Senhor, e tem um profundo significado: O pão simboliza o corpo de Jesus, e o vinho simboliza o sangue de Jesus derramado na cruz. Jesus ensinou que a igreja deveria celebrar este memorial para se lembrar do sacrifício do Senhor e de que Ele irá voltar para buscar a sua igreja. No momento da Ceia, o pão continua sendo pão e o vinho continua sendo vinho: eles são apenas elementos simbólicos. Eles não têm nenhum poder miraculoso. Devem participar da Ceia todos os que creem em Jesus com Senhor e Salvador e se encontram em comunhão com Deus e com a igreja.

10. Cremos que todos os cristãos podem ter acesso direto a Deus através de Jesus: Segundo a Bíblia, não existe outra pessoa que possa servir de intermediário entre Deus e o ser humano, apenas Jesus. O cristão deve orar diretamente a Deus, não usando de repetições ou de frases feitas, mas uma conversa direta e respeitosa com Deus, e em nome Jesus.

11. Cremos que a igreja foi instituída por Jesus, e que Deus escolhe e separa homens para se tornarem Ministros da Palavra, os quais são chamados de pastores. Os pastores não são os chefes da igreja, mas são orientadores, conselheiros, administradores e ensinam o povo de Deus. Os diáconos foram instituídos para ajudarem os pastores na assistência aos necessitados da igreja. Em nossa igreja, este papel é desempenhado pelos líderes de grupo. As igrejas batistas possuem pessoas dotados pelo Espírito para ensinar, desempenhar instrumentos para o louvor, para o aconselhamento e outros ministérios da igreja.

12. Cremos que o cristão deve sustentar os ministérios da igreja com dízimos e ofertas: O dízimo é a décima parte de tudo o que se ganha para o sustento próprio e da família. O dízimo deve ser entregue na igreja regularmente. A prática de se entregar o dízimo é uma das mais antigas na Palavra de Deus. É uma demonstração de amor e responsabilidade para com as coisas de Deus. A Bíblia contém ricas promessas para aqueles que são fiéis no sustento da obra de Deus.

13. Cremos que Jesus Cristo voltará com poder e glória e que resgatará a sua igreja: As profecias da Bíblia nunca falharam, por isso temos certeza de que as profecias acerca da volta de Cristo se cumprirão. A Bíblia ensina que o próximo acontecimento bíblico será o arrebatamento da igreja, no qual todos os cristãos desaparecerão desta terra e irão se encontrar com o Senhor para com Ele reinar. Os que ficarem, ou seja, os incrédulos, padecerão a grande tribulação, e ao final todos e tudo o que há será destruído. Todos comparecerão diante do trono de Deus para serem julgados. Os justos (salvos) estarão para sempre com Deus, e os injustos (incrédulos) serão lançados para fora da presença de Deus para sempre.

 

NIB em 3 minutos

Conheça a Nova Igreja Batista, seus propósitos e atividades neste vídeo.

A Nova Igreja Batista (NIB) do Paraná em Cascavel é uma igreja  para toda a família, que acredita na alegria de ser cristão e no prazer de compartilhar essa alegria com outras pessoas, para que recebam a Palavra de Deus, amor e salvação em Cristo. 

SOBRE NÓS

Dízimos e Ofertas

Banco do Brasil

Ag. 4693-0  |  Conta 12508-3

Sicoob

Ag. 4370-2  |  Conta 26490-3

Cnpj: 08.683.688/0001-63

(45) 3035-4190 / 99935-2261 (VIVO)

Rua Carlos de Carvalho, 3289  

Centro (Esquina com Rua Santa Catarina) - CEP 85801-130

Cascavel – Paraná – Brasil

nibpr@hotmail.com

  • Grey Facebook Icon
  • Cinza ícone do YouTube

© 2018 por Nova Igreja Batista do Paraná.