O discípulo é um conquistador – Parte 1

O discípulo é um conquistador porque Jesus é um conquistador. Ele conquistou o céu para nós e com muito sofrimento, com a própria vida.

Ele quer nos ensinar a conquistar no Reino de Deus, que é um reino de conquistas.

Seguindo princípios de Deus vamos tomando posse de bençãos, de promessas de Deus que Jesus já conquistou.

Em Efésios 1:3 está escrito: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo.

A vida de discípulo é uma vida de conquistas e para isso precisamos lutar, batalhar... ser discípulo é ser um guerreiro. Devemos ser leões, mas com coração de cordeiro, que é um coração que se arrepende, que perdoa, que se humilha, que ouve a mensagem do Pastor e a segue.

Devemos ser guerreiros, com cara de leão e coração de cordeiro!

Tomando posse das bençãos de Deus, num reino de conquistas, Jesus fala que temos que conquistar almas para Ele. Está em Provérbios 11:30 que: Aquele que conquista almas é sábio, e o Reino de Deus é um reino de almas que foram conquistadas.

As conquistas são para a Igreja, que somos todos nós, exército de guerreiros conquistando aquilo que Deus tem preparado para nós. Esse é o grande desafio da vida Cristã.

E, para conquistar, temos que seguir princípios de Deus.

Em qualquer batalha, em qualquer guerra, princípios são observados e seguidos. E no Reino de Deus isso também acontece… temos que usar as armas poderosas, as armas espirituais para vencermos essa batalha.

Dois dos princípios de conquista no Reino de Deus que devem ser seguidos são esses:


1) Aplique obediência e fé nas promessas recebidas:

Precisamos viver essa obediência e fé com mais intensidade!

Um dos exercícios é estudar a Bíblia, separando promessas e mandamentos. As promessas têm condições a serem observadas para que as promessas sejam realizadas.

Obediência e fé estão ligadas porque é preciso crer para obedecer… tomar posse daquela verdade e aplicar em sua vida com fé.

Muitas vezes não conseguimos enxergar com olhos de vitória, de conquista, sobretudo quando estamos em um momento de dificuldade. O pensamento de que “não aguento mais”, “não vejo saída”, gera angústia, medo, o que leva a nossa fé embora e começamos a questionar Deus e afastá-lo de nós.

Vejam o povo de Israel, murmuravam a todo momento, a falta de comida, a falta de água…

Deus os guiava com coluna de fogo à noite e de nuvem durante o dia e a todo momento os incentivava, mas nada disso era o suficiente; o povo continuava a murmurar e a perder a fé, a ponto de Deus afirmar que ninguém acima de 20 anos entraria na terra prometida, exceto Josué e Calebe, os quais não murmuravam, não perderam a fé e acreditaram; ambos entraram na terra prometida.

Deus tem uma terra prometida, uma terra de benção, mas ele não dá nada sem que tenhamos de batalhar, e, para isso, faz-se necessário que tenhamos princípios de Deus em nossa vida.

Muitas pessoas se frustram com Deus porque elas querem um relacionamento como se Deus fosse Aquele que lhes atendesse todos os pedidos, que lhes satisfizesse todas as vontades.

O discípulo verdadeiro sabe pedir a Deus da forma correta e não é cobrando de Deus recompensas por frequentar a Igreja, livramentos de momentos difíceis, de problemas.

Deus mexe nas nossas vidas, testa nosso amor, ele quer ver se o nosso relacionamento objetiva apenas bençãos.

Um relacionamento com Deus é entrega total de vida, é crer nas promessas de Deus, é saber que vamos passar por momentos em que a nossa fé será colocada em questão, mas Deus promete que estará sempre conosco.

Aborrecimentos, problemas, momentos de dificuldade, vão surgir! Porém, o verdadeiro discípulo não desiste, pois sabe que o fim não chegou. Ele continua firme na fé!

Romanos 8:37 Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.

Ser um conquistador no Reino de Deus é ser mais do que um vencedor!

Aplique obediência e fé nas promessas e lembre-se de que antes de cada promessa virá um mandamento.

Está em Deuteronômio 28:1,2 que: Se vocês obedecerem fielmente ao Senhor, ao seu Deus, e seguirem cuidadosamente todos os seus mandamentos que hoje lhes dou, o Senhor, o seu Deus, os colocará muito acima de todas as nações da terra. Todas estas bênçãos virão sobre vocês e os acompanharão, se vocês obedecerem ao Senhor, ao seu Deus, e passa a arrolar várias bençãos.

Reflitam: o que está roubando a confiança em Deus do seu coração? Esses problemas que eventualmente você pensou serão explorados pelo inimigo… o inimigo investirá nessas fraquezas para te desestabilizar e fazer com que você perca toda a benção que você conquistou. Mas, ao contrário, quando o inimigo perceber que você não se abala, não se frustra e mantém firme sua fé, ele se afastará!


2. Oração, Jejum e votos: São armas espirituais, ferramentas de Deus, para a conquista.

Em Mateus 7:7 está escrito que Jesus disse: Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta.

O que oramos são os milagres que queremos ver acontecer em nossas vidas. Se levarmos a sério e a todo momento falarmos com Deus sobre isso, sobre essa conquista que almejamos, Deus começará a agir.

E oração em jejum é muito importante.

No Livro de Marcos, capítulo 9:14-29 está a passagem em que Jesus cura um menino endemoninhado. Nessa passagem, o pai do menino procurou Jesus e lhe disse que havia pedido aos discípulos que expulsassem o espírito maligno de seu filho, mas que eles não haviam conseguido.

E Jesus respondeu a ele: “Ó geração incrédula, até quando estarei com vocês? Até quando terei de suportá-los?” E pediu que lhes trouxessem o menino e expulsou o espírito maligno dele. Os discípulos lhe perguntaram em particular por que não haviam conseguido expulsar o espírito daquele menino, e Jesus lhes respondeu: “Essa espécie só sai pela oração e pelo jejum”.

O que Jesus quis dizer é que as orações devem ser feitas de forma vigiada, com autoridade e com fé, uma fé intensa, que afasta qualquer medo.

A oração com jejum, com o sacrifício da carne, serve para demonstrar a Deus a fé e o que representa aquele pedido para sua vida.

Mas é importante que o jejum seja feito por aqueles que apresentem condições de saúde que lhes permita a privação do alimento e que seja feita aos poucos por aqueles que nunca o fizeram antes, uma refeição, depois duas e assim por diante.

Os votos, por sua vez, trazem compromisso, desenvolvem disciplina, motivação, ajudam a crescer.

Salmos 76:11: Façam votos ao Senhor, ao seu Deus, e não deixem de cumpri-los; que todas as nações vizinhas tragam presentes a quem todos devem temer.

Pensem em um voto que gere em sua vida crescimento espiritual, que fará de vocês conquistadores do Reino de Deus…e façam esse voto!

O crescimento espiritual gera conquistas no Reino de Deus! E aqui vivemos justamente para nos fortalecermos no Senhor!


Pastor: Jefferson Borges

Data: 03/11/2019

SOBRE NÓS

A Nova Igreja Batista (NIB) do Paraná em Cascavel é uma igreja  para toda a família, que acredita na alegria de ser cristão e no prazer de compartilhar essa alegria com outras pessoas, para que recebam a Palavra de Deus, amor e salvação em Cristo. 

Dízimos e Ofertas

Banco do Brasil

Ag. 4693-0  |  Conta 12508-3

Sicoob

Ag. 4370-2  |  Conta 26490-3

Santander
Ag: 0949 | CC: 13001667-8

Cnpj: 08.683.688/0001-63

(45) 3035-4190 / 99935-2261 (VIVO)

Rua Carlos de Carvalho, 3289  

Centro (Esquina com Rua Santa Catarina) - CEP 85801-130

Cascavel – Paraná – Brasil

nibpr@hotmail.com

  • Grey Facebook Icon
  • Cinza ícone do YouTube

© 2018 por Nova Igreja Batista do Paraná.