O extraordinário amor de Deus

Atualizado: 19 de Nov de 2019

As parábolas registradas nos evangelhos são profundas mensagens de Deus para nós, que nos ensinam grandes verdades. Na parábola do filho pródigo (ou filho perdido), registrada em Lucas 15: 11-32, Jesus conta a história de um pai e dois irmãos, um mais novo e outro mais velho. O filho mais novo pede antecipadamente sua parte na herança, mostrando total desinteresse afetivo para com o pai, interessado apenas no dinheiro. O pai atende ao pedido e o filho sai de casa com sua herança.


Esse jovem vive uma vida degradante, gasta todo o dinheiro da herança e chega ao fundo do poço, tendo que se alimentar com a comida dos porcos. Depois de um certo tempo, esse filho cai em si e se lembra da forma digna de como viviam os empregados de seu pai, e decide voltar.


Ao chegar perto de sua casa, seu pai, avistando-o de longe, sai correndo ao seu encontro cheio de compaixão, ele lhe dá um abraço e um beijo, coloca-lhe um anel, roupas novas, calçados e mata o novilho gordo, celebrando o seu retorno com uma festa.


O irmão mais velho, ao saber da festa, encheu-se de ira. Questionou o pai a respeito da festa, e pelo fato de sempre ter trabalhado como um escravo, muito embora nunca tenha ganhado sequer um cabrito para comemorar com seus amigos.

O pai responde que estava sempre com ele e que tudo o que possuía era dele, mas que era necessário comemorar a volta do filho que estava morto e perdido, e que agora estava vivo e encontrado.


Essa parábola fala do amor de Deus. O pai representa Deus e os filhos representam nós, seres humanos. O filho mais novo é aquele que se desvia do caminho, que prova dos sofrimentos de uma vida longe de Deus, mas que, em um determinado momento, se arrepende e retorna aos braços do pai. O filho mais velho representa aqueles que estão na igreja, mas que ainda não se sentem filhos, estão perto do pai, mas com o coração ainda longe Dele.

É certo que, no contexto em que Jesus contou essa parábola, Ele estava relacionando o filho mais velho aos fariseus e religiosos da época, que pensavam ter uma conduta reta perante Deus. Homens que julgavam ser superiores aos outros, e que não aceitavam o fato de Jesus andar com publicanos e pecadores, pois não os achavam dignos de tal amor e perdão.

Desses ensinamentos podemos aprender ao menos cinco características do amor de Deus.


O amor de Deus:


1. É PERDOADOR. Enquanto o irmão condena, o pai perdoa. Em 1 João 9:1 a Bíblia diz: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” Outrossim, depois de perdoado, Deus se esquece dos nossos pecados, é o que está em Hebreus 10:17: "Dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais". Em Miquéias 7:19 outra grande verdade nos é revelada: “(...) pisarás as nossas maldades e atirarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar. Deus faz questão de dizer “profundezas” para que ninguém cogite em trazer de volta.


2. É INCONDICIONAL. Deus não nos ama por aquilo que fazemos, mas por aquilo que somos: seres humanos, coroa da sua criação. A Palavra de Deus nos diz em Romanos 5:8: “Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.” Estávamos todos perdidos e desgarrados, mas Deus entregou seu único filho a fim de limpar os nossos pecados e nos trazer de volta a comunhão com Ele.


3. NOS CONSTRANGE. Em 2 Coríntios 5:14, as escrituras registram: Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram.” Não merecíamos nada, estávamos na podridão do pecado, envolto em trevas, e Jesus com seu amor nos resgatou, a fim de nos levar para a luz do seu Reino. E isso nos dá razão para uma nova vida. O segredo da mudança está no amor. Onde o amor de Deus entra, há mudança de vida! O pai do filho pródigo demonstrou esse amor, recebendo-o com festa e muitas honrarias.


4. SE MANIFESTA NO CUIDADO. Deus, o pai, dá o melhor para o filho que voltou. Em Lucas 12:6,7 a Bíblia sagrada nos revela: “Não se vendem cinco pardais por duas moedinhas? Contudo, nenhum deles é esquecido por Deus. Até os cabelos da cabeça de vocês estão todos contados. Não tenham medo; vocês valem mais do que muitos pardais! Nesse texto Deus revela seu cuidado para com os pardais, e nos diz que valemos muito mais do que muitos deles, demonstrando seu incomparável cuidado para conosco.


5. NÃO SE SEPARA DE NÓS. Romanos 8:38,39 traz uma impactante revelação: “Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Nada nos separará deste amor porque somos filhos! No capítulo 15 de mencionada passagem, Deus continua nos falando: “Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: "Aba, Pai". Esse direito de sermos filhos foi adquirido na cruz, basta que o recebamos e creiamos nele conforme João 1:12: “Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”.

Pastor: Jefferson Borges

SOBRE NÓS

A Nova Igreja Batista (NIB) do Paraná em Cascavel é uma igreja  para toda a família, que acredita na alegria de ser cristão e no prazer de compartilhar essa alegria com outras pessoas, para que recebam a Palavra de Deus, amor e salvação em Cristo. 

Dízimos e Ofertas

Banco do Brasil

Ag. 4693-0  |  Conta 12508-3

Sicoob

Ag. 4370-2  |  Conta 26490-3

Santander
Ag: 0949 | CC: 13001667-8

Cnpj: 08.683.688/0001-63

(45) 3035-4190 / 99935-2261 (VIVO)

Rua Carlos de Carvalho, 3289  

Centro (Esquina com Rua Santa Catarina) - CEP 85801-130

Cascavel – Paraná – Brasil

nibpr@hotmail.com

  • Grey Facebook Icon
  • Cinza ícone do YouTube

© 2018 por Nova Igreja Batista do Paraná.